Apoie o DCM

Zanin: Reconhecimento de que não houve ilegalidades nas palestras de Lula mostra uso de lawfare na Lava Jato

Nesta sexta (2), a Lava Jato reconheceu, finalmente, depois de 5 anos que não houve ilegalidades nas palestras feitas pelo ex-presidente Lula através do Instituto Lula.

Para Zanin, advogado do ex-presidente, “essa vitória jurídica tardia é mais uma oportunidade para reflexão sobre o fenômeno usado pela ‘Lava Jato'”:

“Apresentação de denúncias sem materialidade, que visam a transformar atos manifestamente lícitos em ilícitos, é uma das principais táticas” da força-tarefa, que faz uso do lawfare: guerra que usa o direito como arma para atingir inimigos.

Ele ainda declarou que a operação sustentou uma denúncia falsa por 5 anos para atingir Lula:

“A reflexão que fica para hoje é: se os agentes da autointitulada “Lava Jato” sustentaram por 5 anos uma falsa denúncia contra um ex-presidente da República – que você pode gostar ou até odiar – , imagine o que eles podem fazer contra você ou contra sua empresa”