Este homem não vende para gordos e feios

Por que Mike Jeffries, CEO da Abercrombie & Fitch, é o executivo mais equivocado da indústria da moda.

Jeffries: "Só queremos gente magra e bonita"
Jeffries: “Só queremos gente magra e bonita”

A marca Abercrombie & Fitch é uma das mais disputadas, hoje, por adolescentes. Faz 4.2 bilhões de dólares por ano e tem lojas em todo o mundo, inclusive no Brasil. Seu CEO desde 1992 é Mike Jeffries, 68 anos, um dos executivos mais bem pagos do mundo. Seu salário é calculado em 30 milhões de dólares anuais. Jeffries é responsável pelo sucesso da marca.

E Jeffries personifica, também, uma certa indigência mental de parte do mundo da moda.

Ele está tomando pancada na Internet por conta de sua filosofia de não vender para gordos ou gente que não considera digna do ponto de vista fashion. Numa entrevista, declarou que prefere manter clientes obesos longe de suas lojas. “Quero apenas gente magra e bonita”, afirmou. Os produtos da Abercrombie vão apenas até o tamanho 40 para mulheres.

“Em toda escola existem os garotos populares e bacanas e os que não são tão bacanas”, disse. “Sinceramente, nós preferimos os garotos cool. Nós perseguimos os garotos atraentes, com uma atitude positiva e montes de amigos. Muitas pessoas não cabem em nossas roupas, e não é para caber. Somos exclusivistas? Totalmente”.

Jeffries ainda criticou seus concorrentes. “Essas companhias estão com problemas por tentar vender para qualquer um: jovens, velhos, gordos, magricelos. Você não deixa ninguém de fora, mas também não faz muito sucesso com ninguém.”

Não foi uma bobagem dita num momento infeliz. No ano passado, Jeffries foi processado por um piloto de avião que foi dispensado porque era velho demais. O piloto mostrou o manual de conduta do jato Gulfstream G550 em que o empresário viaja. Ele tem 40 páginas e é dirigido aos funcionários do sexo masculino (Jeffries separou-se da mulher, com quem tem uma filha, e assumiu a homossexualidade). Alguns destaques:

. Os comissários devem usar camisa polo, cuecas boxer e chinelos da marca.

. Eles devem atender os passageiros sempre com um “sem problema” e não com “claro” ou “só um minuto”.

. Os rapazes da cabine precisam borrifar a colônia Abercrombie.

. Ao servir refeições, eles têm de usar luvas pretas.

. Todos os casacos devem estar abotoados até o quarto botão. A última casa deve permanecer desabotoada.

Para tornar o cenário mais esquisitão, na hora da aterrissagem é obrigatório tocar a insuportável Take Me Home, de Phil Collins, um hit dos anos 80.

Jeffries virou, compreensivelmente, um saco de pancadas. Sua face deformada por aplicações catastróficas de botox viraram memes. No site Reddit, grupos estão doando suas roupas – ou queimando-as. Cartas abertas estão sendo escritas. “Mike Jeffries não é só estúpido”, diz uma delas. “Ele também é feio demais para trabalhar na Abercrombie & Fitch”.

Se não for assim, nada feito
Se não for assim, nada feito

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!