“Estou certo de que o Psol não virará as costas para Lula”, diz presidente do partido

Atualizado em 5 de dezembro de 2022 às 10:49
Lula e Juliano Medeiro. Foto: Ricardo Stuckert

No próximo dia 17, o Diretório Nacional do PSOL irá se reunir para decidir qual será o seu papel no governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A discussão deve ser acirrada. O presidente nacional do partido, Juliano Medeiros, afirmou que não acredita que a legenda irá virar as costas para Lula.

“O PSOL reunirá seu Diretório Nacional no próximo dia 17. Até lá teremos muitos debates sobre as tarefas do partido a partir de 1º de janeiro. Estou certo de que o @psol50 não virará as costas para Lula e para o governo que ajudou a eleger. Vamos ajudar a reconstruir o Brasil!”, disse.

Já a deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL-SP) declarou, em entrevista à Folha de S. Paulo, que já há maioria na legenda favorável à tese de independência. Se a previsão da parlamentar se confirmar, o PSOL optará por abrir mão de cargos no governo federal e o partido não deve compor a gestão Lula.

“A gente quer ter liberdade para se posicionar como o PSOL sempre se posicionou, como a ala à esquerda no Congresso Nacional, e vocalizar pautas que a gente sabe que ninguém vai pautar”, disse.

A deputada reconhece que não há unanimidade em torno do posicionamento defendido por ela e por outros correligionários, mas afirma que é a maioria.

De acordo com Sâmia, os deputados federais Talíria Petrone (RJ), Glauber Braga (RJ) e Fernanda Melchionna (RS), e a vereadora e deputada federal eleita Erika Hilton (SP) são favoráveis a independência do PSOL.

Sâmia também falou sobre a sensação de “dever cumprido” e o orgulho por liderar uma bancada que serviu de vitrine para a militância psolista durante as eleições: “O PSOL foi muito bem. Ampliou a sua bancada, cresceu em referência, soube apoiar o Lula, mas sempre mostrando a sua cara própria. E eu acho que a nossa liderança foi parte importante disso. A sensação é de dever cumprido. De que eu fiz o que era possível e impossível”.

Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando neste link
Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link