Exclusivo: deputado com coronavírus esteve em reunião fechada com Eduardo, Tábata e mais três

Na imagem: Cezinha de Madureira, infectado com o vírus, aparece em destaque com o círculo vermelho. Tábata Amaral está no canto direito da imagem, ao lado de Geninho Zuliani. No centro, com um telefone nas mãos, está Luiz Carlos Motta. Atrás de Cezinha, aparece Eduardo Bolsonaro. Em primeiro plano, de costas, está Herculano Passos

O deputado federal Cezinha da Madureira (PSD-SP), diagnosticado nesta terça-feira (17) como positivo para o Coronavírus, participou de reunião a portas fechadas com os deputados Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), Tábata Amaral (PDT-SP), Herculano Passos (PMDB-SP),  Geninho Zuliani (DEM-SP) e Luiz Carlos Motta (PL-SP) na tarde da última terça-feira, às 17h.

A reunião, ocorrida em uma sala da Câmara dos Deputados em Brasília, era um encontro da bancada parlamentar paulista da Casa. Ela ocorreu após os dois encontros que Cezinha da Madureira teve, na manhã do mesmo dia, com o senador Nelsinho Trad (PSD-MS), também diagnosticado com o Coronavírus. O senador era um dos membros da comitiva do presidente Jair Bolsonaro em sua viagem aos Estados Unidos na semana anterior. Trad teria sido infectado durante essa viagem.

Isso significa que Cezinha de Madeureira já deveria estar com o vírus quando se encontrou com os parlamentares da bancada paulista no último dia 10.

Nesta terça-feira, Cezinha de Madereira gravou um vídeos aos amigos, distribuído por WhatsApp, confirmando que está com o Coronavírus. Na sua voz, pode-se notar que o parlamentar traz sintomas de gripe e dor de garganta, mas ainda assim ele afirma estar bem. Veja abaixo.

Atualmente, Cezinha está em isolamento domiciliar. “O deputado está em isolamento domiciliar e confia que iremos superar este momento a partir da união e do compromisso pessoal de cada cidadão”, diz nota divulgada por sua assessoria. Até o momento pelo menos 14 pessoas que participaram de encontro com o presidente Jair Bolsonaro nos EUA ou que vieram com ele no mesmo avião confirmaram estar infectadas.

No último domingo, o presidente descumpriu as recomendações médicas de evitar contato com outras pessoas ao participar do ato em favor de seu governo. Segundo ele, os testes feitos semana passada indicaram que ele não está com o coronavírus. Nos bastidores em Brasília, é grande a suspeita de que o presidente e seu filho Eduardo estejam infectados. Apesar disso, Jair Bolsonaro promete dar “uma festinha de aniversário” no próximo final de semana.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!