EXCLUSIVO: Guarulhos (SP) usa agulhas inadequadas na vacinação contra covid-19 e põe população em risco

Foto da agulha inadequada usada na vacinação contra covid em Guarulhos. Enviada com exclusividade ao DCM. Foto: Reprodução

Gustavo Henric Costa é conhecido como Guti e tem 35 anos. O jovem político do PSD venceu com 57,83% contra Elói Pietá do PT.

Em abril, circulou a notícia que Guti foi indicado ao “World Mayor 2021”, premiação que celebra prefeitos de destaque ao redor do mundo no combate à pandemia do novo coronavírus.

Guti, que está no segundo mandato, foi o único político brasileiro e um dos três sul-americanos a ser indicado ao prêmio. Uma controvérsia envolvendo sua Secretaria de Saúde pode colocar essa reputação em descrédito.

Prefeito Guti, do PSD, de Guarulhos. Foto: Reprodução

A cidade está fazendo uso inadequado de agulhas na aplicação de vacinas contra covid.

Há aproximadamente 30 mil doses de vacina para aplicação na população. A maior parte das doses é da AstraZeneca, a vacina de Oxford.

As doses estão sendo aplicadas com agulhas de 25 mm por 7 mm. O correto são agulhas de 30 mm, com cinco milímetros a mais.

Uma foto de uma unidade de saúde em Guarulhos comprova o uso inadequado de agulhas e foi enviada ao DCM.

Qual é o problema na aplicação da agulha mais curta

Vacinas para Influenza e H1N1 são intramusculares, para maior eficácia da aplicação. O covid se enquadra nessa necessidade.

Agulhas mais curtas são usadas em vacinações subcutâneas.

E qual é o problema de se aplicar a vacina em uma agulha curta quando ela deveria ser intramuscular? “A primeira coisa que se perde nessa vacinação é a eficácia. A vacina pode não funcionar como o esperado”, diz uma das fontes que encaminhou a denúncia.

Funcionam só com a eficiência total se as doses de vacinas forem aplicadas em pessoas mais magras ou nas crianças.

O que pode ser feito para mudar a situação?

O caso gerou uma crise dentro da Secretaria de Saúde da gestão Guti, chefiada por Ricardo Rui. Os profissionais do setor pressionam pela mudança das agulhas, dada a urgência da vacinação em Guarulhos. Meses antes, a mesma prefeitura teve problemas com aventais descartáveis para testes PCR, para detectar a covid.

Secretaria de Saúde da gestão Guti é chefiada por Ricardo Rui em Guarulhos. Foto: Divulgação

A prefeitura de Guti deve encaminhar uma orientação para as Unidades Básicas de Saúde (UBS) guarulhenses afirmando que as vacinas com agulhas mais curtas não comprometem a aplicação da dose.

Outra alternativa para a gestão é fazer uma troca com a prefeitura do Arujá. O município vizinho está sem vacinas. Guarulhos daria parte de suas 30 mil doses em troca das agulhas corretas.

Essa operação aconteceria num momento de risco para a população, com a possibilidade de uma nova leva de óbitos na terceira onda da pandemia.

Há doses de vacinas prontas para aplicação na população de Guarulhos. O problema? Além das agulhas inadequadas, o prefeito Guti não paga horas extras para as enfermeiras no município para acelerar a vacinação.

O DCM entrou em contato com a Prefeitura de Guarulhos com algumas perguntas:

1 – Recebemos a informação em uma denúncia que a vacinação em Guarulhos está utilizando agulhas de 25 milímetros, quando o ideal é 30. Por que a gestão está com agulhas inadequadas?

2 – A prefeitura foi indicada ao prêmio “World Mayor 2021” pelo combate à covid. Como a gestão Guti pode ser premiada utilizando agulhas inadequadas na vacinação?

3 – Quando essas agulhas serão trocadas?

4 – A prefeitura pretende emitir um comunicado afirmando que as agulhas de 25 milímetros são corretas na aplicação das doses de uma vacina intramuscular?

5 – Se Guarulhos fornecer doses de vacinas para Arujá, não corre o risco de sofrer com desabastecimento?

Atualizado às 21h47: A prefeitura de Guarulhos mandou as seguintes respostas ao DCM.

1 – Guarulhos está utilizando as agulhas descartáveis encaminhadas pelo Ministério da Saúde para a vacinação contra a Covid-19, as mesmas recomendadas pelo Documento Técnico Estadual da Campanha de Vacinação contra a Covid-19, 12ª versão (CVE), bem como as indicadas pelo Manual de Normas e Rotinas de Enfermagem, (POP). São agulhas descartáveis intramuscular 25×6,0 dec/mm, 25×7,0 dec/mm e 30×7 dec/mm, e as seringas de plástico descartáveis de 1,0 e 3,0 m. Ou seja, nada de irregular.

2 – Como esclarecido na questão anterior, Guarulhos utiliza exatamente as agulhas enviadas pelo Ministério da Saúde e recomendadas pelo Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual da Saúde, bem como pelo Manual de Normas e Rotinas de Enfermagem.

3 – A troca das agulhas não compete ao município, que apenas segue o preconizado nos protocolos vigentes, como exposto nas questões anteriores.

4 – A normativa para a utilização das agulhas está descrita na página 15 do Documento Técnico Estadual da Campanha de Vacinação contra a Covid-19, 12ª versão (CVE) e no Manual de Normas e Rotinas de Enfermagem.

5 – Guarulhos não fornece doses de vacina para o município de Arujá.

O Diário voltou a consultar suas fontes, que disseram o seguinte:

“As unidades de Saúde vão usar o estoque de agulhas de 30 milímetros por 8 para garantir a profundidade. Ele acaba em seis dias. O lote novo de seringas e agulhas 30mm por 7 vai chegar até dia 5 de junho. Guarulhos precisa vacinar 21 mil funcionários do Aeroporto Internacional em três dias: 28 de maio, 31 de maio e dia 1º de junho”.