Fake news de Allan dos Santos não violou regras do Twitter, dizem funcionários a Felipe Neto

Allan dos Santos é um dos investigados pelo STF. Foto: Reprodução/Twitter

Neste domingo (13), Felipe Neto denunciou ao Twitter a fake news de Allan dos Santos contra Eriksen, da Dinamarca.

O jogador passou mal em campo e o blogueiro bolsonarista mentiu que foi culpa da vacina contra covid.

O Inter de Milão, onde o camisa 10 de seleção dinamarquesa joga, desmentiu a informação: ele não foi imunizado e nem infectado pela covid-19.

Felipe Neto contatou diretamente três funcionários do Twitter para solicitar a remoção da publicação do ar.

Segundo o youtuber, dois deles tentaram convencer a equipe a apagar a postagem e o chefe de Relações Públicas da empresa o ignorou.

“Um dos problemas é que o Twitter (e outras plataformas) estão em pânico com a possibilidade do decreto do Bolsonaro ser aprovado. Esse decreto irá proibir todas as redes sociais de deletarem posts e banirem perfis no Brasil. É muito grave! Porém, enquanto Facebook, Youtube e outras redes parecem permanecer lutando contra as mentiras bolsonaristas (embora ainda falhem muito), o Twitter Brasil decidiu arregar”.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!