Faria Limer fundador do RenovaBR usa a “democracia” contra alunos que fizeram o “Lula Livre”. Por Kiko Nogueira

Alunos do RenovaBR fazem o Lula Livre na formatura em SP

Eduardo Mufarej, fundador do movimento RenovaBR, espécie de curso de política encabeçado por Luciano Huck, escreveu um artigo na Folha que é um revelador monumento à intolerância.

Mufarej (que fez dinheiro no mercado financeiro e se define como “empreendedor”) denuncia a “falta de consideração e equívoco” das manifestações de “alguns poucos alunos durante a formatura deste ano”.

Ele está se referindo ao pessoal que tirou fotografia em frente a um painel do evento fazendo o gesto do “Lula livre” e gritando “quem matou Marielle”.

Faltou “maturidade política”, reclama o patrão.

“Vestir máscaras não é o que ensinamos”.

Foi “falta de consideração também com os profissionais, professores e apoiadores”.

Etc etc.

Casado, 42 anos, paulistano, Mufarej é o faria limer dos sonhos.

O sujeito declara, no título, que “ensinar democracia é difícil” (pretensão pouca é bobagem).

Dudu precisa entender que a melhor maneira fazer isso é ser democrático com pessoas das quais você discorda.

Jovens que estão, de maneira transparente, apoiando outra pessoa. 

No país de Mofarej, aparentemente, Lula e Marielle não existem e, caso alguém os invoque, é preciso enquadrar.

Da próxima, ele promete chamar a polícia do pensamento para dar um jeito nesses safados. Em nome da democracia. Paraisópolis neles.

Agora: foto com o patrocinador Luciano Huck está liberada, talquei? 

A democracia de Mufarej começa e termina na Faria Lima.

Mufarej e Huck com o ex-governador Hartung (esq.) e uma aluna

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!