Felipe Neto: “A CNN não quer debate e sim Casos de Família. Gabriela Prioli está certíssima”

O influenciador digital Felipe Neto falou sobre a demissão de Gabriela Prioli da CNN Brasil:

Minha opinião sobre @GabrielaPrioli e a @CNNBrasil  Em 1º lugar, é preciso olhar pro início. Gabriela topou fazer um programa de debate, onde sempre teria um tema e o “oponente” seria o Caio Coppola, famoso bolsonarista q acha q o Presidente está sempre certo. Segue o fio…

De início, @CNNBrasil errou feio na escolha do oponente. Caio não é um intelectual, é um repetidor de texto conspiracionista q aprendeu meia dúzia de palavras formais. Gabriela é Mestre em Direito Penal e PROFESSORA DE PÓS-GRADUAÇÃO! O abismo era imenso. (…)

No 1º programa, Gabriela deu uma surra tão grande no Caio q a coisa viralizou no país inteiro, foi um massacre. E isso aconteceu pq o Caio tentou debater no mesmo nível, ele tentou ser técnico, só q faltava conhecimento básico. Foi constrangedor de assistir. Aí veio o 2º (…)

No 2º programa, Caio mudou de tática. O tema era um e ele decidiu sair falando superficialmente sobre 18 temas diferentes, sem concluir nenhum. Ele começou o debate CITANDO A BÍBLIA e enaltecendo Sérgio Moro. Foi uma coisa horrorosa, resultou num programa tosco. (…)

Depois disso, Caio sumiu. Ninguém sabe o q aconteceu. Dps de ser surrado no primeiro debate e parecer um paspalho no segundo, nunca mais foi visto nos corredores do programa. Nesse momento, a @CNNBrasil poderia ter feito a coisa certa. Mas o q fez foi inacreditável. (…)

Ao invés da @CNNBrasil  trazer um conservador qualificado pra debater, decidiu trazer um tal de Tomé Abduch, um cara q faz o Caio Coppola parecer o Einstein. Conspiracionista, olavista, preconceituoso ao extremo, incrivelmente ignorante e q não sabe falar português! (…)

A situação ficou insustentável para @GabrielaPrioli  os debates começaram a ficar quase “inassistíveis”. Pensa vc ver uma Mestre em Direito Penal, intelectual e brilhante, debatendo com um camelo. Foi isso q o programa virou. O abismo intelectual era impraticável. (…)

O que a @CNNBrasil fez foi patético para o jornalismo, para o Brasil e para a imagem da emissora. Se dar voz a um Caio Coppola já é validar a insanidade, dar voz de debate a um Tomé Abduch na CNN é qualificar um discurso preconceituoso, burro e alucinado como aceitável. (…)

O q a @CNNBrasil precisa entender é q não existe debate com olavistas. Não existe debate com terraplanistas, anti-vacina, q defendem fim do isolamento. Essas pessoas devem ficar nos porões do obscurantismo e não devem ser trazidas à luz por uma emissora de prestígio mundial!

O q ficou claro é q @CNNBrasil não quer debate qualificado, ou traria um intelectual conservador para servir de contraponto. Só q aí ele não defenderia fim do isolamento e não diria as ATROCIDADES q Tomé diz. A CNN não quer debate, quer audiência, quer Casos de Família. (…)

Então, com isso tudo exposto, a @GabrielaPrioli está certíssima em sair dessa insanidade. Não dá para uma pessoa da qualificação dela ficar perdendo tempo debatendo com um lunático burro e preconceituoso, ainda mais com a mediação sendo feita de maneira tão tosca. (…)

Espero, do fundo do coração, q a @CNNBrasil reveja seus conceitos absurdos, pare de dar voz para pessoas doentias e qualifique os conservadores que quer ter em sua grade. Caso contrário, vai ter perder todas as Gabrielas e vai ter que ter uma programação recheada de Tomés. Abs.”

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!