Fernanda Gentil relativiza o racismo e a homofobia. O que não se pode relativizar, mesmo, é a estupidez de Fernanda

Fernanda Gentil. Foto: Divulgação/TV Globo

Fernanda Gentil relativiza tudo.

Especialmente o que não pode e não deve ser relativizado: a intolerância.

Em entrevista à Folha de S.Paulo, ela disse o seguinte:

“Respeito quem acha um crime ter o beijo LGBT. Agora, não vai bater em quem beija, entendeu?”

Talquei.

“[Respeito] quem infelizmente é racista. Agora, vai discriminar, bater, matar porque é de outra cor? Aí não.”

Talquei.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
“Se isso é o discurso de alguém, não sei se eu votei nele ou não. Mas é o meu discurso”, falou.

“Antes de conhecer Bolsonaro ou de ele falar qualquer coisa, eu estou pelo partido Brasil. Tá pra nascer alguém que vai me impedir de botar uma camisa porque isso quer dizer A ou B.”

Você pode relativizar tudo, menos o fato de que Fernanda é uma idiota.

Sobre isso não há dúvida.

Talquei?

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!