Filha de Queiroz que era lotada no gabinete de Bolsonaro dizia no Facebook que trabalha na Globo

Nathalia Queiroz, filha do ex-assessor de Flávio Bolonaro, fechou a conta no Facebook

Uma ex-funcionária de Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados é citada no relatório do Coaf sobre operações bancárias suspeitas realizadas por um ex-assessor do filho Flávio.

Fabrício José Carlos de Queiroz movimentou R$ 1,2 milhão entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017, o que foi considerado suspeito pelo órgão.

Os registros mostram que Michelle Bolsonaro, futura primeira dama, recebeu um cheque de R$ 24 mil.

O documento também cita Nathalia Melo de Queiroz, filha de Fabrício, lotada no gabinete de Flávio Bolsonaro entre 2007 e 2016.

Menos de uma semana depois de ser exonerada, em dezembro de 2016, ela virou secretária parlamentar de Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados.

Personal trainer de atores como Bruno Gagliasso e Bruna Marquezine, Nathalia repassou quase todo o salário que recebeu naquele ano para o pai: R$ 84,1 mil.

Deixou o cargo no gabinete de Jair em 15 de outubro, mesmo dia em que o pai saiu do de Flávio na Alerj.

No Facebook, Nathalia afirma que trabalha na “Rede Globo”. Ela desativou a conta desde a eclosão do escândalo.

De acordo com o UOL, a primeira contratação dela como funcionária parlamentar foi em setembro de 2007, quando tinha apenas 18 anos. Era comissionada no gabinete da vice-liderança do PP, partido de Flávio à época.

Nathália só deixou de ter cargos, sempre ligados à família Bolsonaro, em 15 de outubro passado, quando foi exonerada do gabinete de Jair.

 

Acompanhe as publicações do DCM no Facebook. Curta aqui.

Clique aqui e assine nosso canal no youtube

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!