Flávio e Jair Bolsonaro sempre souberam onde estava o Queiroz: em uma casa do advogado deles

Os Bolsonaros com Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio

Flávio Bolsonaro mentia quando perguntado sobre onde estava Fabrício Queiroz, seu ex-chefe de gabinete e faz-tudo preso nesta quinta.

Em outubro, falou o seguinte ao Estadão quando questionado sobre o paradeiro dele:

“Como é que vou saber? Ele tem um CPF e eu tenho outro. A última vez que falei com Queiroz foi quando, após a cirurgia do câncer, liguei para saber se estava tudo bem. E nunca mais falei com ele. Não sei onde está, não tenho informação”.

Queiroz estava em um imóvel de Frederick Wasseff, advogado de Flávio e do pai dele, Jair Bolsonaro, em Atibaia.

Os dois sempre souberam do Queiroz. Ninguém soltou a mão de ninguém.

Wassef é o sujeito que, num programa da Band, inventou que o PT estava envolvido no caso Adélio.

Quem está por trás disso é o PT, isso foi encomendado. Houve pagamento, houve premeditação para assassinar Bolsonaro”, disse.

“O que teria acontecido se o meu cliente tivesse falecido naquele dia? Hoje, o presidente do Brasil seria Fernando Haddad, aquele comunista socialista, que impôs à cidade de São Paulo andar a 50 km/h, proibindo o trânsito de veículos automotores”.

No final de maio, ao rebater Wilson Witzel, Flávio Bolsonaro elogiou Queiroz e o chamou de “cara correto” e “trabalhador”.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!