Fora do ar na Globo, Angélica desabafa: ‘Bateu uma angústia’

Ela

Do Notícias da TV

Angélica começou a trabalhar aos três anos de idade e, desde 1987, nunca ficou 12 meses fora do ar. Pelo contrário, chegou a apresentar três programas simultaneamente e a emendar um no outro. Em abril, seu Estrelas acabou, e ela se viu sem um show pra chamar de seu pela primeira vez em 30 anos. Só deve retornar aos estúdios da Globo em 2019.

“Quando foi decidido que o Estrelas iria acabar, e a gente não tinha perspectiva de outro programa, é claro que bateu uma angústia. Acaba rolando uma abstinência. Nos dois primeiros meses ficou um vácuo. Você fala: “Ué? Como vai ser agora?”, confessa em entrevista ao Notícias da TV, realizada quarta-feira (29), enquanto se preparava para rodar uma participação no filme De Perto, Ela Não É Normal, com Suzana Pires.

A “crise de abstinência”, no entanto, durou só até um novo projeto começar a ganhar corpo. Angélica já está curtindo sua nova vida, de quem não é mais um produto com 400 itens licenciados.

“É uma oportunidade de, aos 44 anos, vou fazer 45 agora [em 30 de novembro], poder parar e pensar um pouco na minha carreira. Pensar um pouco no que o público quer, no que as pessoas esperam de mim, no que eu espero do meu futuro. Acho que é um momento profissional muito bom, essa pausa está sendo muito boa”, conta.

Piloto automático
Depois de 12 anos no Estrelas, a apresentadora avalia que estava no “automático”. “Quando a gente faz tudo no automático, não é bacana. E eu estava fazendo muito no automático. O Estrelas foi muito legal, tive meus filhos nesse período, o programa casou superbem com a construção da minha família, com a maternidade. Mas era muito automático. Eu estava na zona de conforto, como dá pra perceber”, reconhece.

(…)

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!