França: No país da champanhe, governo impõe Lei Seca no Réveillon

Quarentena na França

Da Rfi:

Festejar a virada sem brindar com uma taça de um vinho espumante? No país da champanhe, isso é quase um sacrilégio. Mas esse ano, em algumas regiões da França, é o que vai acontecer. Pelo menos para aqueles que deixaram para fazer suas compras na última hora.

Para evitar festas e aglomerações no momento da virada, as autoridades de pelo menos 15 regiões francesas decidiram proibir a venda de bebidas alcoólicas nas horas que precedem o Réveillon. Os Pirineus, no sul do país, Côtes-d’Armor, no oeste, e Doubs, no Leste, são algumas das áreas onde a medida foi imposta. A região de Paris não faz parte da lista.

A Lei Seca entra em vigor no final do dia na maior parte dos casos e vai até a manhã de 1° de janeiro. Mas, em alguns locais, a medida já está valendo. A região de Puy-de-Dôme, no centro do país, impôs a restrição desde às 6h da manhã desta quinta-feira (31), enquanto nos Pireneus a venda de bebidas com forte teor alcóolico já é proibida desde a noite de 30 de dezembro.

Segundo a secretaria de segurança pública das regiões que impuseram a Lei Seca, “a medida foi tomada pois o consumo de álcool pode levar a um relaxamento dos gestos preventivos e pode contribuir com a aceleração da circulação da Covid-19”.

O ministro francês do interior Gérald Darmanin mobilizou 100 mil policiais desde quarta-feira, para impedir reuniões e festas de celebração da virada não autorizadas e para lutar contra a violência urbana. O dispositivo visa garantir a aplicação do toque de recolher das 20h às 6 da manhã, aplicado em toda a França desde 15 de dezembro.

O governo pede que a população não reúna mais de seis pessoas em suas residências. A polícia poderá intervir inclusive em reuniões privadas em casas e apartamentos, caso receba denúncias de vizinhos.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!