Frustrada com a falta de perspectiva na emissora, apresentadora da GloboNews desiste da TV para virar youtuber

Do Noticias da TV:

Apresentadora e repórter de TV há 22 anos, Denise Barbosa tomou uma decisão corajosa. Na última sexta-feira (8), pediu demissão da GloboNews para virar funcionária de uma corretora de valores. Trocou o glamour e a segurança do Grupo Globo pela missão de fazer bombar um canal no YouTube, mantido por sua nova empregadora. Nos vídeos da internet, ela dará dicas de investimentos e entrevistará economistas.

A jornalista trabalhou quatro anos na Globo de Minas Gerais, onde foi apresentadora do principal telejornal local, passou dez anos na Bloomberg em Nova York e desde 2010 estava na GloboNews, onde era repórter de economia e finanças e constantemente assumia a bancada de telejornais _eventualmente, aparecia nos plantões da madrugada da Globo.

Ela não esconde que foi seduzida por uma proposta salarial melhor e que estava frustrada com a falta de perspectivas no canal de notícias da Globo. Sentiu-se preterida em algumas oportunidades em que poderia virar apresentadora. “Achei que estava estagnada, andando em círculos na reportagem”, afirma.

Denise agora vai ser principalmente apresentadora. Será a “cara” do canal de YouTube da corretora Genial Investimentos, empresa do banco Brasil Plural que administra R$ 30 bilhões de 150 mil investidores. Ela vai apresentar três programas (Conversa com o Gestor, Momento com o Economista e Papo Genial), além de um telejornal diário sobre economia e política, o Repórter Genial.

“Conversei com o presidente do banco e ele me deu liberdade. Fiquei empolgada. Vou conversar de um jeito simples, sem economês, direto, tanto para o investidor quanto para o cara que não sabe o que é uma corretora”, conta ela, famosa pelas expressões faciais e por gesticular bastante na TV.

Denise sabe que terá uma missão difícil pela frente. O canal da corretora tem menos de 10 mil inscritos. “Vou ter metas para fazer o canal crescer”, adianta. “Vamos colocar de pé outros projetos.”

“A Globo é uma empresa boa, mas achei que não tinha mais o que aprender lá. Resolvi correr o risco de trocar de carreira. Por mais que eu leve minha bagagem de TV para o YouTube, tenho muita coisa para aprender, uma nova linguagem”, fala.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!