“Fui à Paulista tensionar as relações de poder sustentadas pela escravidão. Deu medo e deu força”

Ana Flávia Cavalcanti em seu protesto na Paulista

Publicado no Instagram de Ana Flávia Cavalcanti

Eu precisava ir. Eu tinha que ir. Eu quis ir. E eu fui.

Tensionar as relações de poder sustentadas pela escravidão de pessoas negras no Brasil é a coisa que mais me da gás e orgulho.

Fui pra Paulista com minha mãe e mestra @val.cavalcanti.988 e minhas amigas fiéis @day_day_rodrigues e @alianeba.

Paramos o carro na Fernando de Albuquerque arrumamos tudo e seguimos pra Av Paulista. Mar de amarelo, azul, verde e gente branca!

Deu medo e deu força. Mais força ainda.

Pensei sobre se quero mudar ou se acho que vou mudar alguma coisa dessa sujeira toda que é a cara de pau das pessoas ricas e mesquinhas do meu país, não, não vou mudá-los, com eles nada.

A Babá Quer Passear é sobre eu ter mudado de lugar na sociedade que nasci e vivi e vivo e de poder fazer o que eu quiser.

Ir e estar em todos os lugares que me der na telha.

É isso que eu quero pra todo mundo. Liberdade e aptidão pra limpar a própria merda.

Cuidem de suas casas e de seus filhos, cuidem. Cuidem de seus cachorros.

E no caso de precisar contratar uma ou um profissional que limpe sua casa PAGUE BEM A ELA PAGUE BEM A ELE.

No final eu fiquei em pé no carrinho e vi longe aquela gentarada toda que explode em direitos e bem cuidado, minha perna tremeu, meu coração esquentou e eu fiquei lá parada existindo porque minha maior manifestação na Av. Paulista é EXISTIR na Av. Paulista.

Foto e filmagem da @day_day_rodriguesDEUSA #ababáquerpassear#naoareformadaprevidencia

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!