Globo usa o streaming para evitar rejeição à programação da TV aberta

Segundo publicação do Noticias da TV, ciente de que boa parte do público já torce o nariz para suas produções e venera lançamentos de plataformas como a Netflix, a Globo está investindo em séries pensadas para serem lançadas primeiramente em streaming. A emissora considera bem-sucedido o caso de Carcereiros e agora aposta na exibição de conteúdos em multiplataformas.

“É uma lógica de ampliação de alcance, as histórias podem impactar mais gente. Em cada plataforma tem determinado público. Sendo bem realista, tem gente que hoje tem uma rejeição e está distante da TV aberta, mas esse público está online. Se tivermos conteúdo ali [no Globoplay, plataforma de streaming da emissora] disponível, estamos ampliando o alcance. Essa estratégia vem pra atingir público maior”, disse Leonora Bardini, chefe de curadoria de conteúdo da Globo.

Em painel realizado no seminário Obitel (Observatório Ibero-americano de Ficção Televisiva), realizado na USP (Universidade de São Paulo) ontem (16), Leonora admitiu que a emissora até demorou para se inserir na prática de liberar séries para o telespectador maratonar. Essa estratégia era vista internamente como uma “canibalização” do conteúdo, como algo que minaria a possibilidade de sucesso na TV aberta, o grande negócio do grupo, que paga os custos de produção.

Carcereiros foi lançada no streaming em junho do ano passado. Até a estreia na TV aberta, em abril deste ano, seu episódio mais visto tinha sido acessado 192 mil vezes. Na estreia na Globo, a série marcou 25,7 pontos, o que equivale a 1,8 milhão de domicílios apenas na Grande São Paulo.

Mas, para Globo, a estratégia com Carcereiros foi ótima também no Globoplay. “Quando foi lançada, ficou entre os dez conteúdos mais assistidos. Em abril, no dia seguinte após começarem as chamadas na TV, virou o quarto conteúdo mais visto. Quando estreou na programação, foi o segundo. É interessante ver como as plataformas se retroalimentam”, revelou.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!