Governadores querem pacto em defesa da democracia

Governadores do Nordeste em reunião durante o período da pandemia do coronavírus
Wellington Dias e colegas do Nordeste reunidos durante pandemia da covid-19 Imagem: reprodução

Depois de se somarem à comunidade na pandemia, os governadores do país iniciam outra batalha: defender a democracia dos ataques diários do mandatário número 1 da Nação, Jair Messias Bolsonaro.

No encontro desta manhã (segunda, 23) o que se viu é uma tentativa de trazer o debate para o campo do diálogo, civilizado e maduro.

“O Brasil precisa realmente de criarmos um ambiente de diálogo, um ambiente em que possamos ter todas as posições de segurança, principalmente para os investidores, para atração de investimentos”, disse o governador do Piauí, Wellington Dias, segundo o site Antagonista.

“E aqui a proposta é – e que possamos retomar a ideia, junto ali com o Pacto pela Vida, que foi trabalhado lá atrás naquele mesmo modelo – um pacto em defesa da democracia, e que possamos aqui, Fórum dos Governadores, os municípios, abrir diálogos aqui com Câmara, Senado, STF, Executivo, empresários, trabalhadores, enfim. A OAB nacional lá atrás participou de uma – outra entidade também na mesma linha. E para que possamos aqui ter uma condição de, em respeito a todas as pessoas, todas as posições políticas, nós somos essencialmente também líderes da política, mas que a gente possa ter esse compromisso”, continuou Dias.

Dias e João Doria são os principais articuladores da reunião de hoje, da qual participam 24 dos 27 governadores.