Governo Bolsonaro quer ensinar os jovens a serem assassinos, racistas e milicianos. Por Sergio Amadeu da Silveira

Jair Bolsonaro. (Foto: MANDEL NGAN / AFP)

Publicado originalmente no Facebook do autor

Em quase todo mundo, os governos incentivam os jovens a serem cientistas. Aqui o governo Bolsonaro quer ensinar os jovens a serem assassinos, racistas e milicianos.

A ignorância não nos salvará.

Ao contrário, a ignorância e o anti-intelectualismo nos levará ao ódio, ao dogma e a miséria.

Por isso, é hora de ocupar as ruas em defesa das universidades públicas. É hora de começarmos a derrocada desse governo de obscurantistas que atacam a ciência e a alta cultura. É hora de defender a Educação e a diversidade cultural. É hora de defender as cotas. O que a maioria das pessoas não sabem é que nossos alunos cotistas recebem ajuda para pagar a condução até a universidade. Eles vêm de famílias muito pobres e com as bolsas acabam progredindo e se tornando engenheiros e cientistas da computação.
Bolsonaro quer atacar os pobres e as cotas étnico-raciais. Para isso, mandou seu ministro congelar 30% das verbas da Educação. Quer impedir que os pobres possam ir às universidades. É um canalha. Um canalha e um fraudador. Em vídeo recente, ao lado do inepto Bolsonaro, o Ministro da Educação disse que 3,5 equivale a 30% de 100. Esse contador-ministro deve ter estudado matemática com Olavo de Carvalho.

Chega de governo que cultua a ignorância.

Todas e todos às ruas no dia 15 de maio.
Em São Paulo, a concentração começa às 14h no Masp, na Av. Paulista.

Vamos defender a Educação contra a ignorância dos fascistas do governo Bolsonaro.

Sem Educação não há futuro!

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!