Grupo Prerrogativas entrevista Roberto Barroso neste sábado (26)

Foto: Divulgação

Neste sábado (26), o grupo Prerrogativas entrevista o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) e presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Roberto Barroso.

O evento será transmitido pelo DCM TV às 11h30.

Confira a nota do grupo na íntegra:

Hoje, o grupo Prerrogativas recebe o ministro do STF e presidente do TSE, Luís Roberto Barroso.

A trajetória do nosso convidado está vinculada à evolução do Direito Constitucional em nosso país nos últimos 40 anos. Professor de Direito e advogado por mais de durante três décadas, Barroso esteve à frente de discussões importantes que resultaram na elaboração e na interpretação da Constituição de 1988. Barroso então se projetou como defensor das liberdades, do Estado constitucional e do sistema democrático.

Sua atuação marcante como docente, advogado e parecerista o qualificou para uma vaga no Supremo.

Uma vez investido na função de magistrado da Corte Suprema, passou a expressar com mais nitidez alguns entendimentos pessoais que, para muitos, não eram claramente perceptíveis na produção doutrinária.

Em julgamentos importantes, de acordo com a visão de seus críticos, o ministro Barroso assumiu progressivamente teses que o aproximaram do endurecimento penal, do ativismo judiciário e de uma perspectiva liberal agressiva nas relações sociais, sob alinhamento sistemático com a defesa do leis de mercado. Por outro lado, é notória a visão avançada do ministro em matéria de direitos civis e liberdades fundamentais.

Apesar das divergências que as suas posições despertam, inclusive entre nós do grupo Prerrogativas, é preciso reconhecer que o ministro Barroso sempre se mantém aberto ao diálogo e ao debate de ideias.

Em seu dia-a-dia no Supremo, a atenção especial por ele dispensada ao trabalho dos advogados é uma constante. Como integrante do TSE, em que agora ocupa a presidência, o ministro Barroso tem sido um firme defensor da democracia e da lisura do processo político.

Sua atitude intransigente em favor da integridade do calendário eleitoral e da defesa da urna eletrônica constituem hoje uma garantia contra as investidas desestabilizadoras manejadas pelo presidente da República e por seus apoiadores.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!