Há um conluio entre imprensa do golpe e Sergio Moro. Por Moisés Mendes

Sergio Moro Foto: Sergio Lima / AFP

PUBLICADO NO BLOG DE MOISÉS MENDES

POR MOISÉS MENDES

Completa um mês nesta terça-feira a divulgação das primeiras conversas de Moro e Dallagnol, que configuram esse que já é o maior escândalo do Judiciário brasileiro.

A única consequência de impacto até agora pelo lado dos denunciados foi anunciada hoje. O ex-juiz decidiu tirar uma licença de cinco dias para descansar, depois de seis meses de governo.

Pois tente ler o que algum colunista da grande imprensa, um só, tenha escrito sobre a estranha licença do Sergio Moro numa hora dessas. Todos estão quietos. Todos.

Há um conluio entre a imprensa do golpe e Sergio Moro pelos grandes serviços prestados. É como se não tivesse acontecido nada, e Moro fosse sair de férias com a conge para ver a neve em Gramado.

Moro está mais perto de ver as mais altas labaredas da Vaza Jato, que se aproximam e cujo calor poderá ser sentido de onde ele estiver enquanto descansa da exaustão que lhe é imposta pelo Intercept.

Vamos comemorar a Vaza Jato e saudar de novo o jornalismo que não se intimida diante de justiceiros.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!