Haddad ao DCM: “O povo não tem saudade da ditadura”

Haddad no canal DCM TV em entrevista aos jornalistas Kiko Nogueira e Pedro Zambarda. Imagem: reprodução

Em entrevista ao Canal DCM TV, Fernando Haddad disse que não existe clima no Brasil para um golpe militar, a despeito do desejo de Bolsonaro e de parte das Forças Armadas.

“O povo não tem saudade da ditadura”, disse. “O Brasil tem uma massa crítica ativa hoje, muito diferente de 64. A instalação de uma ditadura não vai ser o passeio que alguns imaginam”.

O candidato derrotado por Bolsonaro em 2018 também comentou sobre a conjuntura brasileira, aqui e no exterior.

“O país já está isolado no mundo. É motivo de escárnio e apreensão. Europa, Estados Unidos, América do Sul, África, os BRICs. Todo esse pessoal sonha em ver o Bolsonaro fora do Planalto”.

Lembrou que, por causa do mandatário, brasileiros estão sendo hostilizados no exterior.

Com a volta das aulas, Haddad diz que a situação para o mandatário vai piorar. “É uma massa crítica diferente do tempo sombrio da ditadura”.

O ex-prefeito de São Paulo também falou sobre o Centrão.

Segundo Haddad, o bloco governa o país.

“É o grande articulador da sacanagem toda: vacina, outros escândalos. Nisso o Bolsonaro foi sincero quando disse é Centrão”.

Haddad disse que se sente de luto ao “ver o Brasil na mão dessa gente. O Centrão é o partido do novo autoritarismo”, disse, lembrando de convocar os eleitores para os protestos contra o mandatário neste sábado, 24.

Assista a entrevista.

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!