Primo de William Bonner apanhou de assaltantes e deu lição de civilidade ao rechaçar violência policial

Por Daniel Trevisan

O ator Hugo Bonemer, o primo de William Bonner, teria razão se estivesse irado — com ódio mesmo — e desejasse a Rota na rua ou o Bope no morro para vingá-lo.

Neste fim de semana, ao sair do metrô no Rio de Janeiro, ele foi atacado por assaltantes. Hugo Bonemer foi jogo ao chão e ficou com vários hematomas.

“Eles me deram uma surra. Estou todo quebrado, machucado”, contou, através do Instagram.

Uma seguidora aproveitou para criticar os meios de comunicação que combatem a violência, inclusive policial, confundindo a pessoa física de Hugo Bonemer com a Globo, onde ele e o primo trabalham.

“Acabei de ver uma matéria onde diz que você sofreu uma tentativa de assalto e que você correu e conseguiu escapar das quatro vítimas da sociedade as mesmas vítimas que vcs protegem. NÃO DEVERIA TER CORRIDO ERA PARA TER FLORES, LIVROS E CONVIDADO ELES PARA CANTAR IMAGINE COM VOCÊ”, DISSE.

Pelo conteúdo e pela forma (a dificuldade com o idioma), a mensagem dá uma pista do que ela pensa e do tipo de político que apoia.

O que mais importa, no entanto, é a elegância da resposta. Quem deveria estar irado deu uma lição na internauta. Disse Hugo:

Livros e música podem evitar que eles assaltem. Mas, na hora, a opção é correr ou apanhar. A solução para isso, para mim, nunca será a morte de alguém. Acho que nosso cérebro pode produzir opções melhores. Que tal brincarmos do jogo “ideias mas não vale matar, prender com bandido adulto, deixar inútil na prisão com outros menores ou obrigar a fazer trabalho escravo. Joga comigo?”. 

A internauta não respondeu.

Hugo é galã na TV desde que fez uma das temporadas de Malhação. Tem se destacado no teatro e foi convidado para participar do Show dos Famosos, no Faustão.

Teve muita personalidade quando assumiu seu romance com outro homem, Conrado Helt, também ator, e agora demonstra um grau elevado de civilidade ao rejeitar a barbárie como solução para o crime.

Parabéns ao Hugo.

Há tempos, ele deixou de ser o primo de William Bonner.

Tem luz própria.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!