Imprensa internacional repercute ‘crime da cueca’ de senador fiel a Bolsonaro

O senador brasileiro Chico Rodrigues fala no plenário da Câmara, em Brasília, em 11 de fevereiro de 2020. BRAZILIAN SENATE PRESS OFFICE/AFP

Publicado originalmente no site da RFI

POR MÁRCIA BECHARA

“Com a mão nas calças”, diz a revista norte-americana Newsweek. “Dinheiro entre as nádegas”, exclama o jornal francês Le Figaro. “Dinheiro nas cuecas”, titula o jornal português Público. “Propina na Bunda”, detalha o britânico The Guardian. A imprensa internacional não se cansa de se surpreender com os “plot twist” de personagens do governo do presidente brasileiro Jair Bolsonaro. Nesse caso, os jornalistas descrevem, às vezes em detalhes minuciosos, o misterioso aparecimento de R$ 30 mil “entre as nádegas” do senador e liderança bolsonarista no Congresso, Chico Rodrigues.

“Senador brasileiro é apanhado com dinheiro na roupa de baixo [underwear, em inglês] durante investigação de fundos desaparecidos da Covid”, titula a revista Newsweek nesta sexta-feira (16). Segundo a publicação, o senador brasileiro bolsonarista Chico Rodrigues teria sido “ousado” ao “supostamente tentar esconder fundos do governo”. “A polícia encontrou R$ 30.000 em dinheiro escondidos na cueca do líder do estado de Roraima, quando procurava por dinheiro desaparecido para combater o coronavírus”, escreve a revista.

Newsweek vai mais longe e cita a publicação portuguesa Revista Crusoé, que teria dado uma descrição mais “vívida” sobre a história. “Para dar uma ideia de como a situação era absurda, algumas das notas recuperadas estavam manchadas com fezes”, publica a revista, acrescentando que “foi uma cena de considerável embaraço”.

Mais pudico, o jornal conservador francês Le Figaro titula: “Brasil: maços de notas encontrados na cueca de um senador”. “Eleito há dois anos prometendo tolerância zero para a corrupção, o líder de extrema direita [Jair Bolsonaro] foi atingido por escândalos que afetaram seus parentes, incluindo seu filho mais velho, Flavio, também senador”, lembra o jornal francês, utilizando informações pré-divulgadas pela agência AFP. “Este último é acusado de ter contratado empregados fantasmas para desviar dinheiro público quando foi deputado pelo Estado do Rio de Janeiro, de 2003 a 2018. O próprio chefe de Estado é alvo de investigação por suposta interferência em investigações da Polícia Federal visando seus familiares”, relembra o jornal.

#PropinaNaBunda

Incisivo, o britânico The Guardian vai direto ao ponto: “Polícia encontra dinheiro escondido entre as nádegas de aliado de Bolsonaro”. “Os brasileiros compartilharam a notícia nas redes sociais com a hashtag viral #PropinaNaBunda (A Bribe up the Bum, em inglês). Muitos sugeriram que o achado seria lembrado ‘nos anais da história’ “, diverte-se o jornal, com o típico humor inglês.

Já o jornal português blico lembra que “[o senador Chico Rodrigues] está há mais de 30 anos na política, 20 dos quais como deputado federal e era um companheiro frequente de Bolsonaro”. “A relação entre os dois parlamentares era tão próxima que Bolsonaro chegou a descrever esse período de camaradagem na Câmara dos Deputados como ‘quase uma união estável'”, publica.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!