Indicação de coronel da PM como candidato a vice-prefeito pelo PSOL no Rio causa retirada de candidatura

O coronel Íbis

A indicação de Íbis Pereira como candidato a vice-prefeito do Rio de Janeiro pelo PSOL, ao lado de Renata Souza, está gerando grandes crises, que envolvem inclusive setores que sempre votaram nesse partido.

Carolina Cacau anunciou em suas redes sociais a retirada de sua candidatura no Rio (veja abaixo), por não concordar que um representante de uma das instituições repressivas do Estado que mais matam, a PMERJ, seja candidato a vice-prefeitura pelo PSOL.

Carolina Cacau é professora da rede Estadual do RJ. Segundo ela, o motivo da retirada é porque defende uma alternativa para a esquerda que não se mescle nem com partidos capitalistas, e nem com representantes da instituição policial.

“Enquanto o Rio é dominado pela polícia e pelas milícias, o debate sobre a tal ‘segurança pública’ é a forma como a direita quer encarar a situação para militarizar ainda mais o sistema político brasileiro”, diz ela.

“É por isso que considero que a decisão do PSOL do Rio de Janeiro de ter como candidato a vice-prefeito um Coronel e ex-comandante geral da PM é um erro grave na contramão da luta contra a violência policial e o racismo”.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!