JB perdeu a última chance de provar que sua valentia física não é seletiva

6ago2012---o-advogado-luiz-fernando-pacheco-afirmou-durante-a-defesa-de-jose-genoino-no-julgamento-do-mensalao-que-para-a-opiniao-publica-o-mensalao-foi-uma-farsa-1344288770151_1920x1080

Pois eu acho que Joaquim Barbosa perdeu uma esplêndida oportunidade de provar se sua valentia física é seletiva ou não.

Em 2008, ele se desentendeu com um velho integrante do STF, Eros Graus, e só não o agrediu porque foi contido.

Eros era um quase septuagenário, e disse que JB depois de bater em mulher bem que podia bater também num velho.

A primeira mulher de Barbosa lavrou um boletim de ocorrência em que se queixava de haver apanhado do marido.

Pois hoje o clima para o pugilato estava estabelecido. O advogado de Genoino estava claramente com raiva de Barbosa. Não quis perder a oportunidade de dizer-lhe umas verdades.

No tapa mais sutil e mais doído, afirmou que JB não honrava o Supremo. E se recusou a parar de falar, e imprecar, mesmo quando o microfone foi desligado.

Era a hora de Joaquim Barbosa repetir o que fez com o velho Eros: partir para cima.

Só que o advogado era jovem, troncudo, marrento e, aparentemente, trocaria murros com enorme prazer com Joaquim Barbosa.

Onde a coragem física?

Ficou guardada. JB preferiu se valer, prudentemente, de seguranças.

Pois perdeu a oportunidade – a derradeira em sua calamitosa passagem pelo STF — de desmentir a maldição de Eros, e provar que sua coragem física vai além de mulher e velho.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!