Jornal Nacional não exibe imagens de Bolsonaro agredindo repórter que o questionou sobre máscara

Os jornalistas William Bonner e Renata Vasconcellos repercutiram o mais recente ataque do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) contra a imprensa na edição do Jornal Nacional desta segunda-feira (21).

Sem mostrar imagens do mandatário, Bonner e Renata se revezaram para contar o contexto no qual Bolsonaro mandou a repórter Laurene Santos, da Rede Vanguarda – afiliada da Globo no Vale do Paraíba (SP) e região, calar a boca após ser questionado sobre uso de máscara.

“Para de tocar no assunto. Você quer botar… Me botem. Vai botar agora? Estou sem máscara em Guaratinguetá. Está feliz agora? Você está feliz agora? Essa Globo é uma merda de imprensa! Vocês são uma porcaria de imprensa! Cala a boca!”, gritou Bolsonaro.

O jornal também destacou a resposta dada pela Rede Vanguarda diante do ocorrido. “Não será com gritos nem intolerância que o presidente impedirá ou inibirá o trabalho da imprensa no Brasil”, disse a emissora em nota.

“Ao contrário de Bolsonaro, a imprensa seguirá cumprindo seu papel com serenidade”, disse Bonner.

Veja abaixo:

LEIA MAIS – Corajosa, repórter que Bolsonaro mandou calar a boca é mais uma de uma longa fila de jornalistas agredidas e ameaçadas