Lisca vai ficar gritando sozinho? Por Moisés Mendes

Lisca

PUBLICADO ORIGINALMENTE NO BLOG DO AUTOR

O Grêmio tem Renato, o bolsonarista, e o América tem Lisca, o maluco. Que cada um siga em frente com o que tem.

Eu sigo com Lisca, que diz o seguinte:

“O nosso país parou, gente! Não tem lugar nos hospitais, eu estou perdendo amigos, perdendo amigos treinadores. Não é hora mais, é hora de segurar a vida, velho.

É inacreditável sair uma tabela da Copa do Brasil hoje [quarta], com jogos dia 10, 17 [de março], 80 clubes que nós vamos levar jogadores com delegação de 30 pessoas para um lado e para o outro do país.

Vai pegar uma delegação do Sul e levar para Manaus, como que vocês vão fazer isso, gente!? Presidente [Rogério] Caboclo [da CBF], pelo amor de Deus, Juninho Paulista [coordenador], Tite [técnico da seleção brasileira], Cléber Xavier [auxiliar-técnico], as autoridades, nós estamos apavorados, pelo amor de Deus”.

Lisca vai ficar falando sozinho, no ambiente do futebol dominado pelo bolsonarismo, pela alienação, pela acomodação e pela covardia?

Pedro Hallal vai ficar sozinho no meio universitário quieto e resignado? Alexandre de Moraes vai enfrentar sozinho no Judiciário as hienas do fascismo? Servidores do Ibama que ainda resistem serão abandonados pelos parceiros? Quem vai se juntar a esses bravos?

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!