Loja de chocolates de Flávio Bolsonaro foi comprada por R$ 800 mil sem comprovação da origem do dinheiro

Flávio Bolsonaro e Fabrício Queiroz na inauguração de sua loja de chocolates

Na Globonews, noticiam que a loja de chocolates da Kopenhagen, que tem como sócio Flávio Bolsonaro, foi comprada por 800 mil reais, sem comprovação da origem do dinheiro.

Flávio tem 50% do empreendimento num shopping da Barra da Tijuca, no Rio.

O sócio era fantasma. Pôs dinheiro, mas não retirava nada.

A contabilidade é cheia de furos.

Segundo o comentarista do canal, o escândalo subiu de patamar: agora trata-se de enriquecimento ilícito de Flávio.

A Globo está também explicando como funcionam as milícias do Rio, criando um vínculo com o clã.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!