Luciano Huck é a direita sabonete. Por Moisés Mendes

Luciano Huck. Foto: Pedro Zambarda/DCM

Publicado originalmente no blog do autor

A direita já teve uma boa base de pensamento político.

A ditadura tinha alguns operadores que também refletiam sobre quase tudo com muito talento.

Eram ajudantes da ditadura, mas brilhantes. Hoje, todo mundo é simplório, “religioso” ou ignorante fundamentalista, ou tudo misturado.

Leiam essa bobagem que Luciano Huck escreveu no Twitter, sobre desigualdades, como se fosse aluno repetente da 5ª série. Dito com a panca daquela figura altruísta (mas sempre com patrocínio) pode soar profundo:

“É sobre isso que tenho falado por ai…de nada adianta um país eficiente, se ele não for afetivo. Precisamos de ambos. Precisamos, sim, cuidar das nossas contas, mas precisamos, também, cuidar das nossas pessoas”.

É uma conversa na linha da direita sabonete, que vem com essa conversa carinhosa pra enrolar incautos.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!