Lula compara 2º turno a luta histórica de Muhammad Ali

Muhammad Ali. Foto: Reprodução/Facebook

Publicado originalmente na Rede Brasil Atual (RBA)

Os jornalistas Mino Carta, da CartaCapital, e Fernando Morais, do site Nocaute, visitaram na tarde desta quinta-feira (11) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na sede da Polícia Federal, em Curitiba, onde está sob prisão política desde o dia 7 de abril, impedido de participar da disputa eleitoral.

Ao sair do prédio da PF, os jornalistas disseram em entrevista coletiva que o ex-presidente deseja que a campanha de Haddad se torne mais aguerrida nesta reta final do segundo turno. “É preciso algum tipo de enfrentamento, mais determinado e mais desassombrado”, definiu Mino Carta, depois de destacar que o ex-presidente está animado com a possibilidade de Fernando Haddad (PT) vencer a disputa contra Jair Bolsonaro (PSL) pela presidência, mas também está irritado com os rumos que a disputa está tomando, em referência à onda de fake news (notícias falsas) que estão dominando o cenário da disputa.

“Foi um toque dele pra gente pôr a cara na rua, e dizer o que tem de ser dito”, disse Morais, “ele acha que a gente tem de avançar, sem medo”, afirmou, sem entrar em mais detalhes, tentando preservar o conteúdo do encontro. Os dois jornalistas anunciaram que vão fazer um trabalho conjunto na próxima semana.

Na entrevista, os jornalistas também disseram que Lula comparou o momento de disputa política a uma histórica luta entre os pugilistas Muhammad Ali e George Foreman, em outubro de 1974, no Zaire, quando, depois de ficar nas cordas recebendo golpes, Ali reagiu e resolveu a disputa com golpes certeiros.  “Foi essa a luta que o ex-presidente se lembrou com detalhes”, disse Morais, ao explicar a metáfora adotada por Lula.

Na época, Muhammad Ali atribuiu ao combate – chamado de “A Luta na Selva”, um caráter de resposta à Guerra do Vietnã e ao racismo.

Acompanhe as publicações do DCM no Facebook. Curta aqui.

Clique aqui e assine nosso canal no youtube

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!