Lula confirma presença em ato das centrais sindicais deste 1º de maio em SP

Atualizado em 1 de maio de 2023 às 8:07
Lula falando para a câmera, com camisa branca e paletó azul
Lula (PT) em pronunciamento feito no domingo (30) – Reprodução/Youtube

Na manhã desta segunda-feira (1º), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) utilizou suas redes sociais para confirmar presença nos atos das centrais sindicais pelo Dia do Trabalho. Nas postagens, o petista lembrou o anúncio de reajuste do salário mínimo e disse que a prioridade de seu governo é recuperar direitos perdidos nos últimos anos.

“Bom dia. Logo mais estarei em São Paulo, no ato das centrais sindicais no 1º de maio. Ontem anunciamos o reajuste do salário mínimo para R$ 1.320 e isenção do imposto de renda até R$ 2.640, medidas para valorização de trabalhadores”, iniciou ele.

Ainda no Twitter, o chefe do governo completou: “Nossa prioridade é recuperar direitos perdidos nos últimos anos e melhorar a vida do povo brasileiro. E essa data tão simbólica voltará a ser um dia de conquistas. Feliz 1º de maio”.

No domingo (30), Lula fez um pronunciamento em cadeia nacional de rádio e TV sobre o Dia do Trabalho. “A partir de amanhã, o salário mínimo passa a valer R$ 1.320 reais para trabalhadores da ativa, aposentados e pensionistas. É um aumento pequeno, mas real, acima da inflação, pela primeira vez depois de seis anos. Nos próximos dias, encaminharei ao Congresso Nacional um projeto de lei para que esta conquista seja permanente, e o salário mínimo volte a ser reajustado todos os anos acima da inflação, como acontecia quando governamos o Brasil”, disse o presidente.

“Quero também anunciar outra medida muito importante. Estamos mudando a faixa de isenção do imposto de renda que, há oito anos estava congelada em R$ 1.903 reais. A partir de agora, o valor até R$ 2.640 reais por mês não pagará mais nem um centavo de imposto de renda. E, até o final do meu mandato, a isenção valerá para até R$ 5 mil reais por mês”, acrescentou ele.

Lula também fez um balanço sobre o cenário do Brasil nos últimos anos. “Tudo piorou nos últimos anos. O emprego sumiu. Os salários perderam poder de compra. A inflação subiu. Os juros dispararam. Direitos conquistados ao longo de décadas foram destruídos de um dia para o outro. Poucas vezes na história o povo brasileiro foi tratado com tanto desprezo, e teve tão pouco a comemorar”, lamentou.

“Felizmente, esse mau tempo ficou no passado. O Brasil voltou a reconhecer o papel fundamental do povo trabalhador na construção do futuro do Brasil. Desde o primeiro dia desse terceiro mandato que vocês me concederam, tenho trabalhado para consertar e reconstruir nosso país”, afirmou o presidente.

Confira o discurso na íntegra:

Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando neste link
Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link