Lula deixa a superintendência da PF para acompanhar o velório do neto Arthur

Foto: Reprodução

Reportagem do G1 informa que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou a carceragem da Polícia Federal em Curitiba, para ir ao velório do neto, às 7 horas deste sábado.

Arthur Lula da Silva, de 7 anos, morreu nesta sexta-feira (1º) vítima de meningite meningocócica, em São Paulo.

O ex-presidente saiu da sede da Polícia Federal (PF) em um helicóptero da Polícia Civil e a expectativa é de que ele vá para o Aeroporto do Bacacheri, também em Curitiba.

O velório do corpo de Arthur acontece no Cemitério Jardim da Colina, em São Bernardo do Campo.

A autorização foi concedida pela justiça, mas o trajeto que fará e os transportes que serão utilizados não foram divulgados.

A defesa de Lula, no pedido à justiça para acompanhar o velório, se comprometeu a manter sigilo.

Sabe-se apenas que o governo do Paraná colocou à disposição do ex-presidente um avião para levá-lo.

O pedido feito pela defesa citava o artigo 120 da Lei de Execução Penal, que diz que “os condenados que cumprem pena em regime fechado ou semiaberto e os presos provisórios poderão obter permissão para sair do estabelecimento, mediante escolta, quando ocorrer falecimento ou doença grave do cônjuge, companheira, ascendente, descendente ou irmão”.

O próprio Lula, ao saber da notícia, pediu a aliados que não haja atos políticos.

Lula, quando soube a morte do neto, desabou, nas palavras de quem o viu.

Chorou muito, aos soluços.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!