Lula recebe título em Paris e visita jardim em homenagem a Marielle

Dilma Rousseff e Fernando Haddad, do PT, também participam da cerimônia de entrega da honraria ao ex-presidente Lula. – Pedro Stropasolas/Reprodução/Brasil de Fato

Publicado originalmente no site da Rede Brasil Atual (RBA)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa nesta segunda-feira (2), em Paris, da primeira de uma série de agendas em Paris que cumprirá na Europa nos próximo dias. Lula viajou à França a convite da prefeita da capital francesa, Anne Hidalgo, para receber o título de Cidadão Honorário de Paris.

A honraria foi aprovada pelo Legislativo local enquanto o ex-presidente ainda era mantido preso político em Curitiba. O título reconhece o legado de Lula no combate à miséria e sua luta contra a fome.

A prefeita Anne Hidalgo – primeira mulher a administrar a capital francesa na história do país –, chegou a comemorar em seu Twitter quando Lula deixou a prisão. “É bom saber que o ex-presidente brasileiro Luiz Inácio ‘ ‘ ‘Lula’ da Silva acaba de ser libertado. Espero por ele o mais rápido possível em Paris, onde ele é Cidadão Honorário”, escreveu.

O ex-presidente é o segundo brasileiro a receber o título de Cidadão Honorário de Paris, ao lado do líder indígena kayapó Raoni Metuktire. O líder sul-africano Nelson Mandela e o jornal francês Charlie Hebdo também já foram contemplados.

O evento será realizado à noite, no Theatre du Gymnase, e contará com presença da ex-presidenta Dilma Rousseff e do ex-ministro e presidenciável Fernando Haddad.

Antes da cerimônia, Lula visitará o Jardim Marielle Franco, inaugurado em setembro de 2019 na capital francesa, em homenagem à vereadora e assassinada em março de 2018 no Rio de Janeiro.

Na terça (3), o ex-presidente participa do Festival Lula Livre em Paris, no Teatro do Sol, às 19h30. As inscrições para participar do ato podem ser feitas pelo site do comitê local.

Combate a desigualdade

Na capital francesa, Lula terá encontros com lideranças políticas, partidos, sindicatos e intelectuais franceses.

Em visita a Genebra no dia 6, Lula se encontrará com representantes do Conselho Mundial das Igrejas (CMI), que congrega mais de 340 igrejas em mais de 120 países. Na pauta, o ex-presidente deve abordar a desigualdade social, tema central do encontro com o papa Francisco no Vaticano. Ainda na Suíça, o ex-presidente participa de encontro com representantes de sindicatos globais.

Já em Berlim, Lula vai se reunir com lideranças políticas e com representantes do movimento sindical alemão. No dia 9, participa de encontro em defesa da democracia no Brasil. Será um ato público em que encontrará representantes dos comitês internacionais Lula Livre.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!