Luta das mulheres é uma luta pela verdadeira democracia. Por Maria Lúcia Fattorelli

Na luta

Não foi por um ato de bondade que um dia decidiram que nós mulheres também poderíamos votar e ser votadas, ocupar cargos públicos e exercer a nossa cidadania.

Tudo foi conquistado às custas de muita luta de nossas antepassadas, escravizadas e desrespeitadas em sua inteligência, capacidades e liberdade. Rendemos a nossa imensa gratidão a todas que nos antecederam.

Ainda falta muito para conquistar: ainda existe muita discriminação e violência contra as mulheres.

Seguimos marchando, tecendo a história com cada ponto que cada uma contribui em seu espaço de atuação.

Temos avançado. É preciso reconhecer isso para seguirmos cada dia mais animadas, especialmente nos dias atuais, marcados pela financeirização selvagem que se alimenta do Sistema da Dívida, sangra os orçamentos públicos e impede o atendimento aos direitos sociais básicos da população.

Precisamos seguir lutando pelos direitos das mulheres, mas também pela mudança desse modelo econômico que idolatra o dinheiro, abandona seres humanos e desrespeita o ambiente, comprometendo a vida no planeta.

A luta das mulheres de hoje é uma luta pela verdadeira democracia, que só existirá de fato quando houver igualdade de oportunidades, respeito aos direitos e garantia de vida digna em abundância para todas as pessoas.

Muita força e coragem para todas nós!

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!