Mandar a Polícia e o Coaf sobre jornalista é crime contra a Constituição. Por Fernando Brito

O jornalista Glenn Greenwald, fundador do site The Intercept Brasil. Foto: Reprodução/YouTube

PUBLICADO NO TIJOLAÇO

POR FERNANDO BRITO

Sérgio Moro não respondeu à questão mais importante levantada hoje: se a Polícia Federal foi pedir ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras, o Coaf, tal como divulgado por seu porta-voz informal, o site que chamo de O Bolsonarista.

Se foi, terá sido a primeira vez que um jornalista, ao denunciar um crime, vira ele próprio alvo das investigações policiais para identificar a fonte de suas informações, à qual ele tem o direito e o dever constitucional de proteger.

Se o Brasil tivesse um Ministério Público realmente fiel a seu papel de fiscal da lei, a esta hora estaria abrindo um procedimento investigatório para sabe ser Sérgio Moro está usando seu poder de mando sobre a polícia para tentar intimidar que revela distroções ou crimes em seus atos como juiz.

No entanto, Sérgio Moro passa pela Câmara sem dizer sim ou não a estes questionamentos.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!