Marcha virtual une sociedade civil por ‘valores fundamentais’ para enfrentar pandemia

Um dos pilares da Frente pela Vida é a democracia e o respeito à Constituição, para assegurar os direitos individuais e sociais para que todos tenham condições dignas de vida

Publicado originalmente pela Rede Brasil Atual:

Entidades de diversos setores da sociedade civil realizam nesta terça-feira (9) a Marcha Virtual pela Vida. A programação, composta por atividades transmitidas ao vivo pelas redes sociais ao longo do dia, tem o objetivo de despertar a necessidade de fortalecimento dos valores fundamentais para o enfrentamento da pandemia de covid-19: a vida humana, a saúde, o SUS, a solidariedade, a preservação do meio ambiente, a democracia, a ciência e a educação.

A chamada Frente pela Vida reúne organizações pautadas pela defesa do direito à vida como o bem mais relevante e inalienável da pessoa humana, sem distinção de qualquer natureza. Para isso, define que as medidas de prevenção e controle no enfrentamento da pandemia devem ser estabelecidas com base científica e rigorosamente seguidas a partir de planejamento articulado entre os governos federal, estadual e municipal.

O Sistema Único de Saúde (SUS) torna-se assim instrumento essencial para preservar vidas,  garantindo, com equidade, acesso universal e integral à saúde. E a solidariedade, em especial para com os grupos mais vulneráveis da população, um princípio primordial para uma sociedade mais justa, sustentável e fraterna.

Outros pilares que sustentam a Frente são a defesa da preservação do meio ambiente e da biodiversidade – para que uma vida ecologicamente equilibrada e sustentável esteja ao alcance de todos –, da democracia e do respeito à Constituição, fundamentais para assegurar os direitos individuais e sociais, bem como proporcionar condições dignas de vida para todas e todos os brasileiros.

A Frente é conduzida pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Conselho Nacional de Saúde (CNS), Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), Associação Brasileira de Imprensa (ABI), Centro Brasileiro de Estudos da Saúde (Cebes), Sociedade Brasileira de Bioética (SBB) e a Rede Unida. Dezenas de outras entidades aderiram à iniciativa.

Como participar

As informações podem ser obtidas no site oficial da Marcha (www.marchavirtualpelavida.org.br).

Assista convocação do cineasta Sílvio Tendler:

Programação

Manhã: Atividades setoriais/locais associadas ao tema Vida

12h às 13h: Tuitaço com a hashtag #MarchaPelaVida

12h: Manifestação virtual em Brasília

13h às 15h: Painel online de depoimentos de pessoas de todos os setores sociais em torno dos 6 eixos da Declaração “Marcha pela Vida”

16h: Ato político de apresentação pública dos pontos essenciais da Marcha

18h às 19h: Programação cultural

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!