Marina diz que não sabia dos malfeitos de Aécio. Se está mentindo, é um problema. Se não está, também. Por Kiko Nogueira

Num evento em Belo Horizonte, Marina Silva contou que não sabia dos crimes de que Aécio é acusado.

Foi sua segunda viagem à capital de Minas em menos de dez dias.

A candidata da Rede deu uma de joana sem braço quando questionada sobre o apoio ao tucano no segundo turno das eleições de 2014.

Marina ficou em terceiro lugar e abraçou a causa do Mineirinho com unhas, dentes e muito ódio no coração.

“Fui a pessoa que sugeriu que levasse o senador Aécio Neves ao Conselho de Ética do Senado. E defendo que não se tenha dois pesos e duas medidas”, disse ela a jornalistas.

“Na época, ninguém sabia o que o Aécio e a Dilma fizeram. A maioria de vocês aqui votou em um dos candidatos do segundo turno. Aposto que não sabiam. Se soubessem, com certeza não votariam. Então, a mesma coisa fui eu”.

E pronto, fui, tchau.

Aécio virou réu no STF nesta semana por corrupção e obstrução de Justiça e as acusações não param de aparecer.

Mas os mineiros e o mundo sempre souberam de quem se tratava.

Ao longo da campanha, o DCM dedicou diversas matérias aos malfeitos do senador. O Helicoca foi assunto nacional. A Lista de Furnas estava por aí há tempos.

O escândalo do aeroporto nas terras do tio foi amplamente noticiado.

Etc etc.

Há duas opções, igualmente ruins.

1. Marina está mentindo e embarcou na aventura aecista movida sabe Deus por quê.

2. Marina não sabe escolher com quem se alia.

Neste caso, se é verdade que ela não tinha ideia da ficha corrida notória de Aécio Neves, como esperar que governe?

Esse argumento vai valer para todo corrupto que ela nomear?

José Serra a chamou de “picareta”.

Fernando Henrique, numa das 738 entrevistas que deu hoje, disse que não sabe se Marina “tem a malignidade necessária para o exercício do poder.”

Talvez seja o oposto: excesso de malignidade.

Novamente, em ambos os casos, é um problema e não uma solução.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!