Membro da Marinha é preso por participar de protestos que causaram incêndio em igreja no Chile

Publicado no El Mostrador

Incêndio em igreja durante manifestação no Chile

Na tarde deste domingo (18), um membro da Marinha foi detido por militares dos Carabineros após participar de desordens públicas, durante as manifestações que ocorreram na capital do Chile, Santiago, e culminaram no incêndio da Igreja institucional dos Carabineros.

A instituição, por meio de um comunicado, rejeitou categoricamente a participação do servidor naval em atos violentos “completamente distintos dos regulamentos atuais e dos princípios e valores que nos orientam”.

Verificados os fatos denunciados contra ele, acrescenta a Marinha, “serão aplicados os regulamentos e as medidas disciplinares institucionais”.

Em relação ao membro da instituição detido, a Marinha confirmou que “corresponde a um cabo da Base Naval Aérea de Concón, que estava de folga”.

“Atualmente o integrante da instituição está detido na 19ª Delegacia de Polícia de Providencia, à disposição dos tribunais competentes para a respectiva investigação”, acrescenta.

“A Marinha do Chile condena com veemência estes fatos e se for comprovada a participação deste membro da instituição, tomará as medidas disciplinares correspondentes”, conclui.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!