Membro do Hamas detona Bolsonaro e postagem de Flávio: “extremistas” com “políticas perigosas”

Flávio Bolsonaro cumprimenta Netanyahu ao lado do pai Jair em Israel

Os Bolsonaros conseguiram.

Basem Naim é chefe do Conselho de Relações Internacionais de Gaza, ex-ministro da Saúde da Palestina e membro do Hamas.

Numa série de tuítes, Naim detonou Jair Bolsonaro e o filho Flávio por causa do apoio cego a Israel explicitado na desastrosa visita.

Usou a postagem estúpida de Flávio nas redes sociais.

“Quero que vocês se EXPLODAM!!!”, escreveu o Zero 1 sobre o Hamas. Apagou a provocação em seguida.

Diz Basem Naim:

O filho do presidente extremista do Brasil, Flávio Bolsonaro, atacou o Hamas porque este rejeitou o apoio ilimitado à ocupação israelense da nova administração brasileira, em contradição à posição de apoio histórica brasileira aos Direitos Palestinos.

[O apoio] está também em clara contradição à lei internacional, que garante o direito das pessoas sob ocupação de resistir, com todas as ferramentas disponíveis, incluindo a resistência armada, o que o Hamas está fazendo. Estamos lutando por nosso direito de Liberdade e independência, como todas as pessoas na terra.

Jerusalém é um território ocupado de acordo com a lei internacional, e ninguém, incluindo Jair Bolsonaro, tem o direito de legitimar a ocupação israelense na cidade.

O que ele está fazendo não está prejudicando apenas as relações históricas entre as pessoas do Brasil e Palestina, mas também as relações de mais de 400 milhões de árabes e 1,7 bilhão de muçulmanos em todo o mundo. Com suas políticas, ele está apenas desestabilizando a região. Esperamos que as pessoas corajosas do Brasil possam deter essas políticas perigosas. 

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!