Militante do gabinete do ódio exalta morte de uma jovem que não votou em Bolsonaro. Por Joaquim de Carvalho

Uma tragédia que ocorreu há cerca de um mês e meio na região de Diadema dá a dimensão do clima de ódio que predomina na rede social dos bolsonaristas.

A enfermeira Ana Meira, que se apresenta como “conservadora” e fã de Jair Bolsonaro, associou a morte da jovem Daniela Oliveira à sua posição política durante as eleições de 2018.

Daniela foi assassinada por ladrões quando voltava do um show do pai, que é músico. Tinha chegado em casa, em Diadema, na companhia de um amigo. Por se recusar a entregar o celular, levou um tiro no rosto.

Ana Meira localizou uma postagem antiga dela — em que dizia que votaria no capeta, mas não em Bolsonaro — e compartilhou na rede, com uma imagem do programa do Datena.

“Triste vítima da vida real. Queria votar no capeta acabou sendo morta por um”, escreveu.

Em seu perfil no Facebook, Ana Meira admitiu que participa da milícia digital pró-Bolsonaro. Quando Joice Hasselmann, alvo das milícias, denunciou o gabinete do ódio da CPI das Fake News, ela comentou:

“Quero minha grana. Há quanto anos, trabalho no gabinete do ódio e não recebi nem um centavo! Robô também precisa se sustentar”, escreveu.

Ana Meira também contou que deu um livro de Olavo de Carvalho para o filho.

“Presentinho pro meu filho adolescente doutrinado na escola de 16 anos… prometi $50 se ele ler até o fim… Acredito que será um ótimo investimento. Volto pra Contar o desfecho…”, escreveu.

Na rede social, também enaltece frases misóginas e preconceituosas de Jair Bolsonaro, como aquela que dirigiu a Maria do Rosário.

Era publicou uma entrevista imaginária de Bolsonaro com Marília Gabriela.

“Uma frase”, diz Marília Gabriela, no diálogo fictício.

“Dá que eu te dou outra, talkey?”, responde Bolsonaro.

O que chama a atenção nesse caso é que Ana Meira é uma profissional da área de saúde.

Ana Meira

.x.x.x.

PS: Caso Ana Meia queira se manifestar, o espaço está aberto para ela.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!