Mimado, Deltan diz esperar que Celso de Mello se aposente para que seja feita sua vontade no STF. Por Kiko Nogueira

Dallagnol em momento Chacrinha

Um dos problemas de Deltan Dallagnol, talvez o maior deles, é a autonomia completa de que goza.

Deltan não tem chefe e é inamovível.

Julgado por seus pares no CNMP, sempre recebeu um tapinha nas costas no final.

Em tese, responde ao titular da PGR, mas tanto Janot quanto Dodge o deixaram como um burro pastando solto no pasto.

Augusto Aras, por enquanto, nada fez para segurar o caboclo.

Nenhuma organização — família, empresa, clube de futebol, boteco, banda de forró — sobrevive a um sujeito que faz o que quer.

Em palestra em Santo André na sexta, dia 25, o Wesley Safadão da Lava Jato resolveu encarnar o menino mimado superpoderoso para entreter a platéia.

Deltan está inconformado com a votação no STF relativa à condenação após segunda instância. O mundo não obedece seus desígnios.

Declarou ao público sua torcida para que a aposentadoria compulsória do ministro Celso de Mello em 2020 permita que essa situação seja “revertida”.

Quem sabe não vem o juiz “terrivelmente evangélico” prometido por Bolsonaro para consertar o Brasil da maneira como Deltan quer porque quer?

Quem sabe é ele mesmo?

Quem sabe não é o amigo Moro?

No passado, o decano se posicionou contra a execução provisória da pena.

Deltan quer tirá-lo do caminho.

Deve rezar para que isso seja feito, eventualmente, de outro modo.

Um acidente de carro? Melhor ainda se Gilmar, Toffoli e Marco Aurélio estiverem junto. 

“Nenhum princípio da Constituição é absoluto”, afirmou, ainda, à plateia reunida no Teatro Municipal.

Não diga!

Cláusula pétrea é cláusula pétrea — exatamente para que tiranetes ou oportunistas não interpretem as leis ao sabor do vento ou pelo nome que está na capa do processo.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!