“Ministra brasileira conta fábulas sexuais sobre a Holanda”: maiores jornais holandeses denunciam fake news de Damares

Damares e o chefe no maior jornal holandês

A imagem do Brasil segue se encaminhando para o esgoto com a idiocracia no poder.

Dois dos maiores jornais holandeses repercutiram uma fake news psicótica de Damares Alves. 

O Telegraaf alerta: “Ministra brasileira conta fábulas sexuais sobre a Holanda”.

Alguns trechos:

A nova ministra brasileira da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, tem idéias especiais sobre a Holanda. Em um discurso de 2013, a ministra afirma que especialistas holandeses dizem que “um menino a partir dos sete meses de idade deve estar sexualmente satisfeito, para que ele possa ser um homem sexualmente saudável quando adulto”.

Segundo o ministra, o mesmo conselho se aplica às meninas. “Especialistas” da Holanda estariam recomendando que “a vagina de uma menina deve ser estimulada desde cedo para que ela possa sentir prazer quando adulta”. (…)

Damares Alves trabalhou durante anos como pastora evangélica e tem idéias conservadoras originais. Ela é ferozmente contra o aborto e acredita que ninguém nasce homossexual.

Alves fez suas declarações sobre a Holanda quase seis anos atrás, durante uma reunião religiosa. As gravações podem ser encontradas na internet. Em seu discurso, Alves queria alertar sobre os efeitos desastrosos, aos seus olhos, do governo do Partido Trabalhista de esquerda no Brasil. (…)

Damares na mídia holandesa

Além disso, de acordo com a atual ministra, o Partido Trabalhista “influenciou as idéias dos especialistas holandeses”.

O medo da influência do Partido Trabalhista nas escolas brasileiras também desempenhou um papel importante durante a campanha eleitoral do novo presidente Bolsonaro.

Por exemplo, Bolsonaro e seus partidários alegaram erroneamente que um chamado “kit gay” foi distribuído nas escolas, contendo uma mamadeira em forma de pênis e um livro de informações com imagens rotuladas como pornográficas por brasileiros conservadores.

Não houve resposta aos repetidos pedidos deste jornal por uma resposta da ministra Alves às suas declarações.

A RTL Nieuws também cobrou, inutilmente, uma posição de Damares sobre a fraude que perpetrou:

Uma ministra do Brasil parece ter uma imagem bastante estranha da Holanda. Damares Alves disse há alguns anos que aqui é recomendável satisfazer os meninos a partir dos sete meses de idade. (…)

A conservadora Alves disse no passado que a religião deve novamente desempenhar um papel maior nas escolas.

Ela também falou: “A igreja evangélica perdeu terreno na história, perdemos um lugar na ciência quando permitimos a teoria da evolução na escola, quando não a questionamos”. (…)

Damares Alves não é a única ministra do gabinete do novo presidente Bolsonaro que fez declarações controversas. O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, por exemplo, afirma que a mudança climática é uma conspiração de esquerda “para sufocar o crescimento econômico dos países democráticos capitalistas e promover o crescimento da China”.

Ele também se opõe à globalização, porque, segundo ele, é contra os valores cristãos.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!