Míriam Leitão lança a picaretagem do “centro ampliado”, onde cabem Moro e a extrema direita

Miriam Leitão, Moro e o filho dela, Vladimir Netto, no lançamento do livro sobre a Lava Jato

Míriam Leitão tem duas obsessões na vida: o PT e o PT.

Há muito tempo ela deixou de fazer jornalismo para exercer uma espécie de vigarice intelectual digna de cartomante cigana.

Em sua fixação por assassinar o petismo, ela não se furta em moldar a realidade de acordo com sua — de seus patrões — realidade.

A busca é por encaixar Moro e mais alguém no “centro”.

Como isso simplesmente não bate com a realidade, Míriam vem com sua velha picaretagem de que “ouviu de políticos” uma formulação incrível.

São os mesmos fantasmas que estão atrás de um “Biden brasileiro”.

Segundo ela, essas fontes lhe dizem que “o que sai fortalecido nessas eleições é o ‘centro ampliado’”.

“Vai dos liberais da centro direita aos social democratas. O problema é que eles não têm uma cara. Para que direção pode ir o centro ampliado?”

Eu respondo: ele vai até a extrema-direita, lá no final, onde encontra o fascismo.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!