Moro e Deltan queriam empreiteiro preso “por mais tempo” para fazer acordo, mostram diálogos

Deltan Dallagnol e Sérgio Moro. Foto: AFP

Ministro Ricardo Lewandowski, do STF, retirou o sigilo das conversas entre procuradores da Operação Lava Jato e o ex-juiz Sergio Moro na Operação Spoofing.

Uma conversa de 10 de dezembro de 2015 mostra comportamentos reveladores do procurador que liderava a Força-Tarefa e do então juiz obcecado pela prisão do ex-presidente Lula.

Moro cobra Deltan sobre a prisão e a delação dos empreiteiros da Andrade Gutierrez e diz que eles poderiam ficar presos “mais tempo”. Deltan Dallagnol responde a provocação com risadas.

Veja o diálogo na íntegra:

“10 DEC 15
• 19:16:16 Moro Como eata situação do acordo do pessoal da AG?
• 19:19:48 Deltan Até onde sei, aguarda assinatura pelo PGR
19:20:08 Se precisar que confirme com absoluta segurança, vou atrás,
mas até alguns dias era isso
• 19:30:44 Moro Não tem necessidade. Achei que acordo envolvia soltura
antes do recesso
• 19:33:26 Deltan checarei isso
• 19:34:08 Moro Nao que eu esteja preocupado.
19:34:20 Por mim podem ficar mais tempo
• 20:36:32 Deltan Rsrsrsrs”

Procurador e juiz do caso zombam da situação de liberdade do réu. O diálogo também mostra o contato frequente entre partes do processo, mostrando como a Lava Jato é uma operação viciada.

Vale tudo pelas delações premiadas até chegar no ex-presidente petista.

Isso aconteceu no final de 2015, um pouco mais de dois anos antes da prisão de Lula.

LEIA TAMBÉM – TRF, Moro, Lava Jato e Globo tinham sonho de ver Lula preso para um “orgasmo múltiplo, para ter tesão”, disse procuradora

“Não vou liberar a chave para não me expor”: veja a íntegra dos diálogos entre Moro e Dallagnol

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!