Moro é “imparcial”, diz PGR, que é parte contra Lula. Por Fernando Brito

Publicado no Tijolaço

A cara-de-pau da Procuradoria Geral da República, que todos sabem ser ferozmente contrária a Lula, manifestou ao Superior Tribunal de Justiça que convicção de que o juiz Sérgio Moro é e foi “imparcial durante toda a marcha processual” contra o ex-presidente.

Já é estranho que, assim, o Ministério Público vire “advogado de defesa” de Moro, mas o caso é ainda pior.

O subprocurador-geral da República Nívio de Freitas Silva Filho diz, em sua manifestação, que “a imparcialidade e a transparência são, de fato, pilares do direito processual penal, e o magistrado deve imediatamente declarar-se suspeito de analisar e julgar o feito quando houver motivo que comprometa sua isenção”.

Curiosamente, completa que é este o comportamento de Sérgio Moro.

Infelizmente, nos punhos de renda do STJ, essa afirmação não vai geral, como no resto da humanidade, uma risada triste…