“Moro tá preso, babaca”: em Sobral, Boulos puxa a orelha dos irmãos Gomes. Por José Cássio

Boulos na terra dos irmãos Gomes: “Vamos inverter a frase: ‘Moro tá preso, babaca'”

Proibido de falar aos estudantes cearenses nos campi de Canindé, Sobral e Fortaleza, Guilherme Boulos reuniu milhares de estudantes, professores e moradores de Sobral no Boulevard do Arco na noite desta quinta, 22.

No discurso em defesa da Educação pública e da Democracia, o candidato do PSOL à presidência em 2018 atacou duramente os ministros da Educação e do Meio Ambiente e também Jair Bolsonaro.

“É a destruição da educação pública, da Amazônia, da democracia. O Brasil não aguenta 4 anos de Bolsonaro. É o futuro que está em jogo”, discursou.

Na terra de Ciro Gomes, Boulos defendeu a liberdade de Lula e alfinetou Ciro e seu irmão, Cid Gomes.

“O escândalo da Lava Jato escancarou a prisão política de Lula. Moro é um fraudador da Justiça. Se a Lei for respeitada vai chegar o dia que vamos gritar de forma inversa o que lamentavelmente foi dito por alguns: ‘Moro tá preso, babaca’”.

A atividade terminou num clima de euforia e resistência, convocando novas mobilizações.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!