Moro terá de engolir muitos sapos se quiser ficar no governo do capitão. Por Afrânio Silva Jardim

Procurando vazamentos

PUBLICADO ORIGINALMENTE NO FACEBOOK DO AUTOR

Não sendo mais juiz, agora Sergio Moro terá de se submeter a tudo para não perder o cargo de ministro.

Não vai querer voltar a ser mero bacharel em direito…

Para não ficar “desempregado”, ele vai ter de aturar as grosserias do capitão truculento.

Aliás, acho que ele não fica no governo até surgir uma vaga no S.T.F.

Por outro lado, pode até ser que ele e o capitão fiquem “desempregados” por conta do general …

A vaidade e a sede de poder podem levar as pessoas a se “apequenarem” !!!

Sergio Mro já disse que “caixa 2” é um crime pior do que corrupção passiva, pois deslegitima a própria eleição, a democracia.

Agora ele diz que o ministro pediu desculpas e está tudo bem …

.x.x.x.x.

Afranio Silva Jardim, professor de Direito da Uerj.

.x.x.x.x.

Leia uma das reportagens indicadas por Afrânio Silva Jardim sobre o tema, a de Kiko Nogueira, do DCM:

Existem a Justiça dos homens e a de Sergio Moro.

O futuro ministro da Justiça e Segurança de Jair Bolsonaro reafirmou nesta terça, dia 4, sua fé no ministro extraordinário da transição, Onyx Lorenzoni.

Onyx, como se sabe, assumirá a Casa Civil a partir de janeiro.

E Onyx, como se sabe, admitiu ter feito uso de caixa 2. O vídeo dele, contrito, está no YouTube (veja no pé deste artigo).

Fachin determinou a abertura de um processo para investigar repasses feitos pelo grupo J&F, dono da JBS, atendendo a um pedido de Raquel Dodge.

Nada disso importa para Moro.

“Eu já me manifestei anteriormente. É uma questão de Onyx. O que vejo é um grande esforço para a aprovação das 10 medidas do Ministério Público, razão pela qual foi abandonado por grande parte de seus pares”, falou.

“Ele tem minha confiança pessoal.”

Pronto!

Sergio Moro decide quem é culpado ou inocente a partir exclusivamente de seu escrutínio.

Juiz do céu e da terra, ele funciona como os conselheiros dos monarcas da Mesopotâmia. Um deles era o sábio Ajicar, “de cujo conselho dependia toda a Assíria”, diz a Bíblia.

Bastava um aceno de cabeça de Ajicar para o mortal viver ou morrer.

Em seu atual papel, Moro está mais à vontade para exercer sua parcialidade.

Basta sua bênção e todos os membros de governo Bolsonaro que estiverem enrolados passam a ser automaticamente inimputáveis. 

Moro dixit!

Amém.

 

 

Acompanhe as publicações do DCM no Facebook. Curta aqui.

Clique aqui e assine nosso canal no youtube

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!