Morte de Letícia gera onda de solidariedade à família de Bob Fernandes, pai da jovem advogada

Letícia

A morte prematura de Letícia Kaplan Fernandes gerou uma onda de solidariedade a sua família, especialmente o pai, o jornalista Bob Fernandes, que que teve seu nome como um dos assuntos mais comentados do Twitter.

Pessoas que conhecem Bob Fernandes se manifestaram publicamente, como o senador Jacques Wagner, baiano como o jornalista.

“Eu e Fátima recebemos com enorme tristeza a notícia da partida prematura, aos 24 anos, de Letícia, filha do amigo jornalista Bob Fernandes. É desolador que uma jovem com tanto futuro tenha sua vida abreviada. Desejamos que Deus conforte Bob, Ana e Luana, com quem nos solidarizamos”, escreveu o senador na rede social.

“Caro Bob Fernandes, ainda não o conheço pessoalmente, mas sou admirador das suas ideias e da sua clareza sobre o Brasil. Um grande abraço em você e na sua família. As melhores energias”, disse, por sua vez, o cineasta Kleber Mendonça Filho, diretor do premiado Bacurau.

O Esporte Clube Bahia, time de Bob Fernandes, também prestou uma bela homenagem.

Nossa solidariedade aos familiares e amigos de Letícia Fernandes, filha do jornalista Bob Fernandes, sócio do clube e autor do livro ‘Bora Bahêeea! – A História do Bahia Contada por Quem a Viveu’, lançado em 2003. Letícia se torna mais uma estrela tricolor, aos 24 anos.

Letícia trabalhava no escritório Dias e Carvalho Filho Advogados e era formada em direito pela Fundação Getúlio Vargas, que divulgou nota de pesar:

“Neste momento de profunda dor, gostaríamos de nos solidarizar com os familiares e amigos e manifestar nossos mais sinceros sentimentos. Sempre lembraremos da Letícia com enorme carinho.”

A notícia da morte d advogada foi dada pelo jornalista Juca Kfouri, que fez um belo texto:

Pertinho de minha casa vivia um sol. Leticia Kaplan Fernandes, já formada advogada com louvor pela Fundação Getúlio Vargas e um brilhante futuro pela frente.

Agora há pouco, porém, o sol se pôs. Muito cedo, aos 24 anos. Deixa despedaçados outro sol, mais jovem ainda, a irmã Luana, a mãe Ana e o pai Bob Fernandes. E todos nós, cujas vidas nunca mais serão iguais.

Letícia havia sido diagnosticada com câncer e passou por cirurgias. Ela estava internada havia cerca de 40 dias para tratar uma infecção.

O velório acontecerá até as 13 horas de hoje, no Funeral Arce, na avenida Giovanni Gronchi, 1358, Morumbi, em São Paulo.

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!