MPSP denuncia PMs envolvidos em ação que matou 9 jovens

Paraisópolis e seus vizinhos ricos

Doze policiais militares foram denunciados por homicídio pelo Ministério Público de São Paulo, apontados como envolvidos na morte de nove jovens na favela de Paraisópolis, na zona oeste da capital paulista. Um 13º PM foi denunciado por colocar a vida alheia em perigo mediante explosão.

A denúncia, assinada pelos promotores Neudival Mascarenhas Filho, Luciana André Jordão Dias e Alexandre Rocha Almeida de Moraes, se refere a uma ação policial ocorrida em dezembro de 2019, durante um baile funk na comunidade.

Os PMs teriam abordado os frequentadores da festa com violência e provocado lesões que resultaram em morte. As vítimas teriam sido agredidas com cassetetes, garrafas, bastões de ferro e gás de pimenta. Um dos policiais teria lançado um morteiro contra a multidão.

Além da condenação, o MP-SP pede a fixação de valor mínimo para reparação de danos materiais e morais causados pelas infrações. (Com informações da assessoria de imprensa do MP-SP.)