Mulher de Eduardo Bolsonaro espalha “Decálogo de Abraham Lincoln” que nunca foi escrito por Lincoln

Eduardo Bolsonaro a mulher Heloísa

Heloísa Wolf Bolsonaro, mulher de Eduardo, é psicóloga e diz não trabalhar atualmente.

Vive com o marido, que recebe, como deputado federal, R$ 33.763, sem contar benefícios a que tem direito, como auxílio-moradia (no valor de R$ 4.253) ou apartamento funcional.

“Quero que vocês entendam que não é esse luxo. A gente não fica andando de iate e barco à toa, de jatinho, de primeira classe. A gente passa muito perrengue também”, disse em uma série de vídeos.

Hiperativa nas redes, Heloísa posta muita bobagem, o que parece ser requisito básico para entrar na família.

“Cheguei no trabalho do meu marido e um livro brilhou aos meus olhos, em cima da mesa. ‘O Poder dos 10 Mandamentos’ – William Douglas”, escreveu ela.

“E aí, concordam com o escrito da página inicial (foto)?”

Ela estava se referindo a um certo “Decálogo de Abraham Lincoln”.

Esse negócio foi inventado décadas atrás por um clérigo presbiteriano dos EUA, reverendo William J. H. Boetcker (1873–1962), que o atribuiu ao ex-presidente Lincoln.

O site que reúne toda a obra e o pensamento de Lincoln, organizado por especialistas, atesta que “aqueles que estão familiarizados com os escritos dele reconhecem que essas declarações não refletem sua ‘voz'”.

Reagan usou essa patacoada num discurso em 1992 e passou vexame. É um clássico de círculos conservadores.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!